Varejo prevê aumento nas vendas com Copa do Mundo e Black Friday – Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas

O segundo semestre costuma ser melhor em vendas do que o primeiro, isso porque há mais dinheiro em circulação devido a datas comerciais como o dia dos pais, Black Friday e Natal. Este ano a previsão é de que o comércio seja ainda mais impulsionado com a Copa do Mundo, a chegada da tecnologia 5G e o aumento do auxílio Brasil.
Em um ano atípico, que também conta com eleições, a previsão é de que esses eventos movimentem a economia nacional. De acordo com pesquisa realizada Black Friday 2022, UOL em parceria com a MindMiners, 62% das pessoas pretendem realizar alguma compra na Black Friday. Ainda segundo a pesquisa, 62% dos entrevistados acreditam que vão comprar mais na Black Friday por conta da Copa do Mundo.
Para os varejistas a expectativa também é grande, pois são muitos eventos quase que acontecendo simultaneamente, o que leva as empresas planejarem suas estratégias para aumentar o faturamento e conquistar a clientela.
“Geralmente, o segundo semestre sempre é mais aquecido porque as pessoas planejam guardar dinheiro durante o ano inteiro visando principalmente a Black Friday, mas este ano será diferente, também teremos a Copa do Mundo. Então, o varejo já está se preparando, criando estratégias e promoções para atrair clientes e fidelizar também.” explica o founder e CEO da SnowGo, Pedro Castro
Assim como as datas sazonais, a Black Friday já faz parte do calendário dos brasileiros. Desde 2010 o consumidor já desenvolveu o hábito de se preparar com antecedência para essa data, esperando ofertas e promoções que compense a aquisição de produtos ou serviços.
Neste sentido, a pesquisa UOL identificou que 95% das pessoas tendem a pesquisar com antecedência os valores dos produtos na internet. Além disso, 36% se planejam pensando quais produtos querem adquirir. Portanto, para quem deseja esquecer as vendas, o planejamento deve ser a alma do negócio para os próximos meses. O empresário Pedro Castro não perdeu tempo e já está se planejando para as datas.
“Aqui na SnowGo, nós já começamos a nos preparar, pois a Copa do Mundo vai impactar de forma positiva em nossas operações. Então já planejamos alugar carros, contratar temporariamente, por dois meses, motoristas e empresa de motoboy. Para o consumidor final, estamos pensando em dar de brinde um balde da Copa para quem fizer pedidos acima de um determinado valor (ainda a ser definido)”, explica.
É importante considerar também, que não apenas essas datas propiciam as expectativas, não podemos deixar de falar que será uma ocasião próxima ao verão, férias, décimo terceiro salário, fatores que juntos geram grandes expectativas para o comércio varejista no final deste ano. Afinal, a cada ano a expectativa de compra do brasileiro continua crescendo.
É importante que os varejistas estejam atentos e saibam aproveitar o momento para estabelecer uma relação mais próxima com seu público. Considerando que o comércio varejista depende muito das datas sazonais e eventos como os que irão acontecer este fim de ano, é preciso destinar esforços para alavancar as vendas e atingir as metas do ano.
“Já estamos vindo de um processo economicamente difícil, ainda vivendo uma pandemia, então essa é uma excelente oportunidade para recuperar parte da receita que ficou comprometida durante esse ano instável que vivemos”, conclui Pedro.
Portanto, diante deste fim de ano histórico, a busca por resultados excepcionais depende muito do planejamento e estratégia do varejo. Planejar com antecedência e criar estratégias é o que o comércio precisa fazer com urgência se quiser colher bons frutos dessa safra.

source

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Compare preços de produtos
Logo
Activar o registo em ajustes - geral
Comparar itens
  • informatica (0)
  • saude (0)
Comparar